Roubiscoitando

A barriga tremegritava. O menino fomeava e sozinhava no quarto quietescuro. Dardolhou em todorredor, mas mamãe inestava… prepensou em gritejar e chorulhar por ela, mas com todos inestando, pra quê? Era hora de rapidagir.

Porcimou a gradiúncula do berço e pulitou no chão. As almofadas, amortecentes, desdeixaram o menino na mão. A mãe bravejaria, mas o menino só estava meninando! Quem inesperaria algassim?

Alegreiro, o menino avançozinhou pelo chão durifrio. De supetanto, sossurgiu um quadrivulto: um amigo cachorrava latinte e lambia e relambia e trelambia o menino, que gargalhejava muitamente.

Os ambos se entrencaravam: um simulplano se menteformou. O menino seriou. O cão se frentinclinou. Os dois amigavam há tantempo que entreliam pensamentos! O cão, agora cãovalo, corria e trecorria direcionante, previstando o que o menino redesejava.

Na cozinha, menino e cãovalo quietaram: o todambiente suspeiteava. Pontadedearam até o fogarrão (para o menino, grandenorme), e o menino acrobatizante topeou uma cadeira. Cadeiralta. Olhandinho em todorredor, avançador, o traquinão limiteou a mesa mas!

Um buraquíssimo entreava o menino, agora um fomenino estomagritante, e os biscoitos já triscoitos que ele vistava. Corajou. A fome era fomíssima. Vai lá, vai lá…

…vai lou! O menino malpendurava no balcão abismoso, mas queria roubolachar e se dobresforçou para dedalcançar o pote (que lonjava)… e sucessou! Felizava alegravelmente, comia e recomia e trecomia, o comilãozinho!

Aí alteviu o cão, que latidoía e tristava no chão: o menino ficou presado no balconíssimo!

Anúncios

7 Comentários to “Roubiscoitando”

  1. Adourei!
    Muito!
    Você escreve coisas assim!!! Que cousa! Fantástico…

  2. Acostume-se: as primeiras reações serão todas de incredulidade.

  3. Me muitensurpresou com essa contábula, rapaz.

  4. Cara… quem imagipoderia que você conseguisse escrever algo tão legal e divertido 😄

  5. Apesar de ser trabafícil de lertender, é um interessantexto e se tiver qualquer concurso de contos, esse com certeza merece ser considerado e premiado por estilismo.

    Mas travei com algumas palavras e isso pode servir de inspiração no modo de se fazer línguas artificiais, seu maldito 😄

  6. Haja nó no meu cérebro, depois disso!

    Mas ficou muito legal, sim. Uma situação simples, contada de um jeito diferente. Gostei :3

  7. Como os triscoitos do garoto, vontadeei de mais um pouco dessa peculieitura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: